7 ensinamentos sobre críticas que aprendi com Dalai Lama

“Não acreditem no que eu digo, testem por si próprios.” – Buda (citação: Dalai Lama)

Pensei em como poderia iniciar este texto, pensei muito, até que decidi colocar esta frase que me marcou. Eu queria poder passar o sentimento de ouvir o Dalai Lama, ou mesmo de estar na presença dele, espero que de alguma forma este texto faça sentido para você. Obrigado por ler.

7 ensinamentos sobre críticas que aprendi com Dalai Lama

1. Compaixão

Compartilhar compaixão, empatia e amor. Não é simples, porque este é o caminho da leveza, e ser leve entre muitas coisas é deixar de ser Eu (ego) e ser Nós (mundo).

2. O “Mundo”

Mas o mundo não vai deixar ser fácil. Porque cada um sente amor de um modo e cada ser carrega em si as suas próprias escolhas e medos. E muitas vezes, irão te ofender, ou dizer que não pode fazer algo, ou que não é bom o suficiente, ou que não é capaz, ou mesmo que você não é merecedor.

3. Merecimento

Enquanto caminhava para a porta do evento, havia uma multidão na rua, era uma manifestação, uma manifestação que carregava o nome do Dalai Lama, uma rua separava-os em dois grupos, em um deles era possível ouvir canções e no outro gritos, como: “Stop Lying – Dalai Lama” (Pare de mentir – Dalai Lama). Não entrarei nos detalhes do motivo, mas estas pessoas acreditam que o atual Dalai Lama é falso, e que Dorje Shugden seria o verdadeiro.

dalaiLamaopostos

Moral da história, até o Dalai Lama é criticado, desacreditado e julgado, o que é mesmo que te preocupa no julgamento dos outros?

4. O julgamento

Dalai Lama ensinou sobre amor, compaixão etc. E ele é criticado justamente por falta de compaixão com os adoradores de Dorje Shugden. Ele é criticado por aquilo que prega, e isso é muito forte, imagina ser julgado por aquilo que você acredita ser o melhor, imagina ser julgado por aquilo que sente, pelos seus esforços. Eu sei que não precisa imaginar, todos nós em algum momento já fomos julgados.

5. Sobre o julgamento e as críticas

Ele nos ensinou que as críticas e os julgamentos são bons, mas precisamos saber quais, porque nem tudo o que vai ouvir, será para o seu bem, mas mesmo assim você deve querer ouvir tudo.

6. Como saber se uma crítica é boa ou ruim?

As falsas críticas/julgamentos são fracos. Devemos buscar a contradição da crítica. A falsa crítica é fraca, porque ela é contraditória e o sentimento por trás da crítica e do crítico é a principal contradição. O próprio evento é o meu exemplo, aqueles que gritavam ofensas contra o Dalai Lama, diziam que ele não tinha compaixão, mas será que se pode lutar por compaixão usando ofensas? Será que podemos lutar por respeito desrespeitando?

Isso me lembra uma famosa frase de Madre Teresa:

Nunca irei a uma manifestação contra a guerra, se fizerem uma pela paz chamem-me. – Madre Teresa

7. Crescimento

As críticas são necessárias para crescer, elas algumas vezes guardam a chave para o próximo passo. Não tema ser julgado/criticado, tema aceitar um julgamento sem julgá-lo, sem se reconhecer, sem entender os sentimentos e sem amar. Nunca critique sem amor, nem aos outros nem a si próprio.

8. [Bônus] Raiva e amor

A raiva é específica, você não consegue sentir raiva de alguém que não conhece, porque para existir a raiva, é necessário existir um motivo, a raiva foi antes motivada. Mas o amor, o amor é universal, ele não exige motivos.

Para finalizar, seja gentil a qualquer custo, mas seja firme, seja forte. O principal assistente do Dalai Lama esqueceu de colocar os livros que seriam usados por ele em um dos momentos, na frente de centenas de pessoas, ele chamou a atenção do discípulo de forma dura nas palavras, mas com amor no olhar. Mesmo quando as suas palavras forem duras não deixe faltar compaixão.

Jhoney Lopes

Podia ser Mestre Jedi, mas é Mestre em Engenharia de Software pela Universidade Federal de Viçosa – UFV, tá na luta como Empreendedor e desenvolve aplicativos em iOS por paixão e profissão. Sim, Worklover! =] Mantra: “De modo suave você pode sacudir o mundo.” – Mahatma Gandhi