Vai lá e encare a realidade

Vai lá e encare a realidade, mesmo que ela não estivesse nos seus planos. Tem me chamado atenção a necessidade que temos de ter certeza de como as coisas serão, e a frustração, seguida frequentemente de paralisia, quando a realidade é diferente do que tínhamos idealizado. Tanto em âmbito pessoal, quanto nos “planos de negócio”. Em ambos os casos me parece que a melhor opção é encarar a realidade, mesmo que ela não estivesse nos

“Todo mundo tem um plano até tomar o primeiro soco na cara”. Mike Tyson

Essa frase de Mike Tyson chega a provocar riso por vir de um contexto provavelmente diferente do que estava pensando. Mas a lição é válida mesmo assim. No ringue, mesmo que o lutador tenha uma estratégia prevista para aquele adversário, muitas vezes ele precisa adaptar e buscar entre as “ferramentas” que treinou a que melhor se encaixe para aquela situação. Caso contrário poderá rapidamente levar outros golpes e ir a lona. Quanta vezes algo não saiu como esperava? Desde aquele convite para sair até a nota em uma avalição? Às vezes ficamos sem chão até quando as coisas fluem melhor e mais rápido do que imaginávamos. Mas lembre-se, o desafio e o prazer está na realidade, então foco nela.

Faça o que ama, mas ame o que faz (bite the bullet)

O número de pessoas que esperam uma coisa do trabalho e desanimam com o que encontram é enorme. As principais causas são a falta de conhecimento do mercado e de si mesmas. Mas existe ainda uma parcela significativa que está no curso que ama, função ou empresa dos sonhos e ainda está insatisfeita com coisas chatas, que não estavam nos planos, criando uma sombra de frustração que encobre as coisas boas. A realidade é que dificilmente faremos durante todo o tempo, somente coisas que gostamos. Aí o jeito é fazer o que precisa ser feito,e se não der para amar, pelo menos “bite the bullet”.

Vai lá e encare a realidade

Vai lá e encare a realidade

O jargão – “bite the bullet” – surgiu na guerra civil americana, quando os médicos descobriram que pacientes baleados que tinham os membros amputados tinham uma sobrevida maior e então foi criado a “ambulância”, que a essa altura era uma carroça com um tampão de madeira onde o baleado era colocado e seguro por outros 4 que lhe davam uma bala para morder, enquanto tinha o braço serrado. Imagine a dor disso, mas rapidamente lembre-se de que com isso ele passava a ter chances muito maiores de sobreviver.

Em nossa vida temos muitos momentos “bite the bullet”, uma disciplina do curso com a qual não se identifica, uma função no trabalho que precisa se provar e formar sucessor para estar pronto para o próximo desafio. E aí não tem outro jeito, é encarar a realidade, mesmo que ela não estivesse nos seus planos.

Entre o mapa e o terreno, fique com o terreno

O exército canadense tem uma antiga regra que “Se houver disparidade entre o mapa e o terreno, fique sempre com o terreno”, tão simples e tão frequentemente violado no mundo dos negócios. Empresas aos montes teimam em querer convencer a realidade de que ela devesse encaixar aos seus planos de negócio ou ao seu planejamento estratégico. Por quanto tempo Kodak se negou a acreditar nas câmeras digitais, enciclopedistas nos sites de busca… Ou ainda, quantas empresas querem chegar à milhões de clientes usando as estratégias de quando atingiam milhares. Quantos POPs – Procedimentos Operacionais Padrão já não fazem o menor sentido para nova realidade.

Mas será que o nosso ego não consegue se desapegar de tudo isso e voltar a condição de aprendiz que não tem tantas certezas sobre tudo? E você, vai ficar no universo paralelo onde tudo segue o planejado, ou vem com a  gente se divertir com a realidade e catalisar as mudanças para que ela seja cada vez melhor?

Vai lá e encare a realidade

Na dúvida “BITE THE BULLET!”

Ailton Arantes Cunha

Sou alguém que acredita que devemos sempre deixar o ambiente que estamos melhor que o encontramos, e que sonhar e colocar a mão na massa é a melhor maneira de ser fiel a si mesmo.

Um comentário em “Vai lá e encare a realidade

Comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: